Might of Ra

Renault Kwid E-Tech elétrico

Totalmente elétrico, o Kwid E-Tech tem preço promocional até julho, com autonomia de até 298 km em uso urbano

 

Dois dias depois do lançamento da nova Oroch, a Renault apresenta hoje (14) o Kwid na versão 100% elétrica batizada de E-Tech. A novidade começa agora a fase de pré-venda, oferecida em versão única por R$ 142.990, preço válido até julho. Quem adquirir nessa fase terá três primeiras revisões grátis com financiamento pelo banco da montadora. Ele chegará às concessionárias em julho, com comercialização e manutenção em todos os pontos da rede, sendo que as primeiras unidades devem ser entregues em agosto. E por esse preço, o Kwid E-Tech se torna o elétrico mais barato à venda no país, desbancando o JAC E-JS1 de R$ 164.900.

Renault Kwid E-Tech elétrico

O modelo conclui o ciclo de investimento de R$ 1,1 bilhão, anunciado em 2021. A Renault acredita que, até 2030, de 80 a 200 mil carros vendidos por ano no país serão elétricos. No mundo, a previsão é que até 2035 já seja metade das vendas globais. E hoje, são mais de 400 mil veículos com a tecnologia E-Tech rodando em todo o mundo. Aqui no Brasil, a família E-Tech já é composta pelo Zoe e agora pelo Kwid na linha de passeio, além do Kangoo e, a partir do segundo semestre, terá a adição da Master E-Tech.

Renault Kwid E-Tech elétrico

Para o lançamento do Kwid E-Tech, a aposta é no público que, como diz a fabricante, “quer estar na frente” e defende a sustentabilidade, normalmente com dois carros na família. O modelo chega importado da China, mas a Renault destaca que foi desenvolvido no Brasil e adaptado para a realidade do país. Por isso, o Kwid elétrico ganhou suspensão elevada para encarar nossas ruas e estradas.

Em versão única, ele vem de série com câmera de ré, sensor de estacionamento traseiro, multimídia Media Evolution com tela touchscreen de 7” e conexão Android Auto e Apple CarPlay, assistente de partida em rampa, controle de estabilidade, seis airbags, alerta de pressão de pneus, direção elétrica, ar-condicionado, vidros elétricos dianteiros e traseiros, ajuste de altura dos faróis, limitador de velocidade e regulagem elétrica dos retrovisores.

O motor elétrico é novo, entregando 65 cv de potência, aceleração de 0 a 50 km/h em 4,1 segundos – não foi divulgada a aceleração de 0-100. A bateria composta por 12 módulos e possui  26,8 kWh, entregando 265 km de autonomia em uso misto ou chegando a 298 km em uso apenas urbano, segundo a norma SAE J1634, utilizada pelo Inmetro. Aliás, segundo o Inmetro, o modelo possui o melhor índice de eficiência energética, de 0,44 MJ/km, conforme o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV).

Renault Kwid E-Tech elétrico

De acordo com a Renault, a recarga total da bateria pode ser feita em 14 horas em tomadas domésticas de 220V ou atingindo 80% da capacidade em menos de 1 hora em estações de recarga rápida. No console central, no local da alavanca de câmbio está um comando rotativo com três posições: D (drive/marcha à frente), N (neutro/ponto morto) e R (ré).

Quanto ao custo de manutenção, a Renault afirma ser metade do cobrado na versão correlata do Kwid a combustão, sendo que ambos compartilham diversas peças. A versão elétrica também oferece garantia de três anos, além de oito anos para a bateria. A novidade será oferecida nas cores verde Noronha, exclusiva do modelo, branco Glacier Polar e prata Diamond.

Renault Kwid E-Tech elétrico

Opção por assinatura

O Kwid elétrico também estará disponível no serviço de carro por assinatura Renault On Demand, com planos de 12, 24, 36 e 48 meses. O cliente também poderá escolher os planos de quilometragem, com opções de 1.000, 2.000 e 3.000 quilômetros mensais, com contratação totalmente online pelo site www.renaultondemand.com.br.

No plano de 48 meses com 1.000 quilômetros por mês, a mensalidade do Kwid E-Tech sai por R$ 3.339, podendo ser reduzido para R$ 2.999 caso o cliente opte por fazer um primeiro pagamento de R$ 9.990.

 

Fotos: Divulgação

Share This
Might of Ra Mapa do site