Might of Ra

Só na cidade de São Paulo os estacionamentos geram mais de 30 mil empregos diretos

As questões envolvendo mobilidade urbana ficam cada vez mais evidentes, principalmente nos finais de ano quando a cidade se prepara para grandes eventos. O Sindepark-SP (Sindicato das Empresas de Garagens e Estacionamentos do Estado de São Paulo) conversou com o consultor de engenharia de tráfego, Sérgio Ejzemberg, para esclarecer quais são os principais problemas na dificuldade de locomoção. “Os carros são motores da economia. Se as pessoas ainda usam carro, é porque precisam. Para eliminá-los das ruas, temos que oferecer uma alternativa melhor”, afirma o consultor.

“A frota de automóveis em São Paulo é de aproximadamente 7,2 milhões, o que significa uma média de 0,62 automóveis por habitante, número que é o dobro do verificado em 2001. No entanto, os problemas de mobilidade custam, por ano, 7,5% do PIB paulistano e 1% do PIB brasileiro”, diz o presidente do Sindepark, Marcelo Gait.

Os carros ainda estão entre os principais meios de transporte na capital paulista. Portanto, os estacionamentos são importantes para a atividade de comércio em todas as regiões da cidade. Eles geram cerca de 30.000 empregos diretos e são cerca de 1.500 estabelecimentos na cidade de São Paulo. 

Share This
Might of Ra Mapa do site