Might of Ra

Colocar um carro na mesa de operação e verificar qual que é a dele, é mais ou menos isso que a Revista O Mecânico, parceira da Might of Ra, faz sempre que um veículo encosta na garagem. Com o Renault Megane E-Tech de 220 cv, autonomia de até 495 km e preço de R$ 279.900, a história foi diferente, pois resolvemos ir além. Arrancamos componetes por componentes e os colocamos na parteleira para obeservar. Venha conosco por é viagem para não esquecer.

A diferença da tecnologia da montadora francesa é que ela permite ter corrente no rotor e, também, alterar o nível de susceptibilidade magnética. Isso quer dizer que, quando o motor está em baixa velocidade, ele utiliza menos força magnética, o que significa menor perda de energia e mais eficiência. A Renault também reduziu a massa do motor em 33% contra os antecessores. O conjunto mecânico também traz um novo sistema de arrefecimento de óleo, que otimiza o trem de força elétrico. Portanto, para manter o propulsor sempre em uma temperatura ideal, que não foi revelada pela montadora, o lubrificante circula em partes estratégicas do motor, resfriando o rotor e o estator. Consequentemente, é possível aproveitar o movimento do rotor com um sistema de coroas para potencializar o resfriamento do estator através de um bombeamento de óleo na parte superior. Vale dizer que o rotor é a parte móvel e o estator é a parte fixa do propulsor elétrico.

Em relação à bateria, que tem 288 células, ela é aquecida em tempo frio e esquentada em baixas temperaturas por meio de um líquido de arrefecimento. Com isso, a bateria está sempre na temperatura ideal para ser carregada.

Renault Megane E-Tech chega ao Brasil como mais uma opção eletrificada

Roda Roda que faz girar
Toda energia gerada que passa entre a bateria e o motor é feita de forma automática. O sistema do Renault Megane E-Tech faz a gestão com a central multimídia até mesmo quando o veículo é plugado na tomada. Vale lembrar aqui que o motorista tem um App para olhar como está a carga da bateria. O Renault ainda tem um sistema de conversão logo no carregamento, o que possibilita “abastecer” em um ponto de recarga AC e converter para DC para o armazenamento na bateria, que tem 288 células agrupadas em módulos.

Números do Megane E-Tech
 Em números, o novo Renault Megane E-Tech tem 220 cv com torque de 30,6 kgfm. De acordo com a marca, o modelo pode fazer de zero a 100 km/h em apenas 7,4 segundos. Já a retomada de 80 km/h até 120 km/h é feita em 4,4 segundos.

A bateria tem 60 kWh, que em um ciclo urbano pode rodar 495 km no padrão SAEJ1634. Já na estrada a autonomia é de 463 km. No ciclo misto o motorista pode rodar até 481 km. Todavia, esse número é aplicado na base do Inmetro, que penaliza em 30% fazendo a autonomia cair para 337 km no PBEV. Em uma tomada DC 130 kW é possível carregar de 15% até 80% em apenas 36 minutos. Já em um wallbox AC 22 kW faz de 15% até 80% em 1h50. O Megane E-Tech, que usa plataforma CMF-EV, mede 4,20 metros, 2,68 metros de entre-eixos, 1,78 metro de largura e 1,51 metro de altura. O porta-malas tem capacidade de 440 litros. As rodas têm 18 polegadas com acabamento fechado e esportivo. Os pneus têm medidas de 195/60.

 

 

Share This
Might of Ra Mapa do site